Tudo isso proporciona uma relação mais próxima e produtiva entre escola, professor e aluno, além de melhorar as formas de comunicação com os pais.

A linha Coruja Escola é um programa complementar ao adotado pela escola, que oferece avaliação adaptativa personalizada, monitoramento do desempenho e materiais de intervenção pedagógica adaptados à diversidade dos alunos que compõem a sala de aula.

A avaliação Coruja Escola

A avaliação do aluno é realizada no computador, de maneira rápida – 30 minutos por disciplina – e abrangente: cobre quatro eixos de Língua Portuguesa e Matemática, alinhados aos Direitos de Aprendizagem do MEC (2012), ao Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC, 2013) e à Base Nacional Curricular Comum (2017).

O objetivo da avaliação é descobrir, dentro de cada eixo de Língua Portuguesa e Matemática, os conteúdos que cada aluno já sabe e aqueles que ele ainda não domina, para criar um mapa real de suas competências, habilidades e dificuldades acadêmicas.

A finalidade não é medir o desempenho do aluno ao final do ano ou do ciclo escolar; é monitorar o processo para garantir que todos atinjam as metas ao final do período.

Funciona assim: de acordo com o desempenho de cada criança durante a avaliação, o sistema seleciona as questões mais apropriadas, ou seja, aquelas que oferecem um desafio proporcional às suas habilidades.

Ao longo da avaliação, quando o aluno responde incorretamente a uma questão,  o sistema analisa o erro e apresenta uma “dica” capaz de auxiliar o raciocínio. Se ainda assim ele não conseguir indicar a resposta, o sistema o conduz por um outro caminho, que mede uma habilidade anterior. Por outro lado, se o aluno acerta a questão, o sistema eleva o nível de dificuldade da pergunta seguinte, e assim por diante.

Cada aluno percorre um caminho único, que é só dele, adaptado ao seu nível de desenvolvimento. Ao final da avaliação, obtém-se um diagnóstico que reflete o estágio preciso em que cada aluno se encontra no processo de aprendizagem, que corresponde à Zona Proximal de Desenvolvimento (ZPD).

Com base nas respostas de cada criança, o sistema gera relatórios individuais e por turma, que serão utilizados para informar gestores, educadores e pais sobre as necessidades específicas dos alunos. A partir dos relatórios é possível definir planos de ação e estratégias de instrução direcionados a indivíduos e/ou grupos de alunos, alinhados às suas necessidades.

Cadernos de Instrução Coruja Escola

Os relatórios orientam a aplicação das atividades dos Cadernos de Instrução Coruja Escola, além de direcionar a utilização de recursos próprios dos professores e das escolas. São divididos em Caderno do Aluno e Caderno do Professor.

Os Cadernos do Aluno oferecem atividades personalizadas. São desafios e atividades individuais e coletivas para os alunos praticarem em sala de aula, no reforço escolar, no contra-turno ou em casa e exercitam o desenvolvimento das competências. O conteúdo dos cadernos está organizado de forma interdisciplinar e personalizada e pode ser adquirido em versões anuais ou semestrais.

As atividades estimulam competências pouco ou não consolidadas e fortalecem as áreas de conhecimento já adquiridas. Preparam o aluno para “dar o próximo passo” no processo de aquisição de conhecimento, de forma segura e estruturada.

A abordagem customizada eleva o nível de eficiência das intervenções em sala de aula, além de promover o engajamento dos alunos, pois são desafiados na medida adequada de sua capacidade.

Os Cadernos do Professor são usados para auxiliar na aplicação das atividades, contendo o mesmo conteúdo dos Cadernos do Aluno, acrescentando orientações, comentários e referências para material complementar.

Cadernos de Diferenciação da Instrução para Professores

É um recurso complementar a ser utilizado pelo professor em sala de aula, que o auxilia a explorar os conteúdos de forma diferenciada, a fim de alcançar todos os alunos da sala. São diferentes propostas que têm como objetivo o engajamento dos diferentes perfis de alunos para que todos atinjam seu pleno potencial.

O conteúdo aborda as disciplinas de Leitura, Escrita e Matemática e está alinhado às recomendações da Base Nacional Comum Curricular (2017).

As unidades que compõem o caderno articulam a progressão esperada de conhecimento acadêmico e de processos cognitivos por fase de desenvolvimento; porém, não precisam ser usadas na sequência apresentada. O educador tem autonomia para selecionar as unidades e compor a sequência que melhor se ajusta às suas necessidades e àquelas de sua turma.

Embora as habilidades estejam agrupadas por eixos organizadores, é importante lembrar que as fronteiras entre eles são tênues, pois, no ensino e na vida social, estão interligados.

Em Língua Portuguesa, os eixos são: 1. Escuta e Oralidade, 2. Sistema de Escrita Alfabética, 3. Leitura e Compreensão de Textos, e 4. Planejamento e Produção do Texto Escrito.

Em Matemática, os eixos são: 1. Números, 2. Operações e Pensamento Algébrico, 3. Espaço e Forma e, 4. Grandezas, Medidas e Tratamento da Informação.

Formação para professores

Os professores e gestores recebem formação específica para interpretar os dados da avaliação e desenvolver planos de ensino diferenciados, com o apoio e sob a supervisão da equipe multidisciplinar da Coruja Educação. O conteúdo está disponível no Canal Coruja.

Ainda com dúvidas?
Blog da Coruja
VOLTAR AO TOPO